E para o Tricolor, ano de salvar o Peixe.

Na última rodada do Campeonato Paulista de 2004, se o São Paulo perdesse para o Juventus e o Corinthians fosse derrotado pela Portuguesa Santista no Pacaembu, o Timão disputaria a Série A-2 em 2005. A Briosa conseguiu seu resultado positivo (1-0), mas o Tricolor venceu por 2-1, com dois gols de Grafite, e derrubou o Moleque Travesso, segurando o Timão na primeira divisão.

A fórmula de disputa daquele ano dividia 21 clubes em duas chaves: uma com dez e uma com onze clubes. Os rebaixados seriam os últimos de cada grupo, e o Timão ficou em penúltimo. Foram apenas 8 pontos ganhos em nove partidas, com duas vitórias, dois empates e cinco derrotas.

O time daquele ano contava com Fábio Costa, Betão, Váldson, Rogério, Fininho, Fabinho, Rincón, Adrianinho, Rodrigo Beckhan, Marcelo Ramos, Régis Pitbúll, entre outros…Primeiro Juninho Fonseca, e depois Oswaldo de Oliveira comandavam esse time.

Após um Campeonato Brasileiro ruim em 2003, o clube contratou um pacotão de jogadores, muitos com qualidade duvidosa, como alguns citados acima.

Em 2007 o Santos parece ser o time grande que dará vexame. Com a saída de Luxemburgo e a debandada de algumas peças importantes de seu elenco, o Alvinegro de Vila Belmiro já acumula duas derrotas e um empate em três rodadas. Apenas um ponto, marca negativa de um gol marcado e cinco sofridos. Muito pouco para quem terminou o ano como vice-campeão brasileiro.

Assim como Oswaldo em 2003, o técnico Leão chegou com um passado vitorioso pelo clube, mas não é capaz de fazer milagre. Fábio Costa e Betão estão lá para contar a experiência.

A grande lição do ano de 2003 é que não adianta contratar por contratar. Foram cerca de treze novos jogadores que chegaram para o Timão, e não resolveram nada. O Peixe parece saber disso, e não irá contratar nenhum cabeça de bagre apenas para amenizar o conflito com a torcida. Mas talvez precise, pois o time é MUITO fraco.

Este ano caem quatro agremiações para a divisão de acesso. Se chegarmos até a 19º rodada, e o Santos estiver precisando de uma vitória contra Ponte Preta, e de uma derrota do Juventus, que joga contra o São Paulo, sabemos que com certeza o time de Morumbi despachará o Moleque Travesso, e salvará o amigo grande.

Ou será que estou enganado?

Anúncios

About this entry