2008 deveráser um ano mais limpo no esporte.

Por Danilo Vital

2007 termina como um ano em que a manipulação e corrupção nos esportes, especialmente no futebol, ganhou um cuidado especial pelos orgãos responsáveis. E não se trata apenas dos atos irresponsáveis de dirigentes (assunto abordado por Alessandro Jodar, em 17/11) ou mesmo de tribunais desportivos (assunto abordado por Fernando Mendes, em 11/09). Trata-se de práticas criminosas envolvendo práticas esportivas, que não condizem com a competividade que o esporte incentiva.

Só esse ano já tivemos casos polêmicos como o doping de Dodô, Romário e Rebeca Gusmão. Num passado recente houve o seríssimo episódio da manipulação da arbitragem, denunciada pelo ex-árbitro envolvido Edilson Pereira. Segundo matéria da Folha de São Paulo (23/12/2007), os esquemas envolvendo apostas já atingiram cinco esportes além do futebol: Tênis, Turfe, Atletismo, Ciclismo e Basquete. Nesse último caso, na NBA, descobriu-se que o juiz Tim Donaghy havia feito apostas em jogos que ele próprio apitaria.

Portanto, 2007 foi o ano também de tomada de atitudes. Para evitar escândalos como o que ocorreu no futebol italiano um pouco antes da Copa do Mundo, em 2006, a Fifa contratou a empresa Early Warning System GambH para monitorar as apostas durante as eliminatórias para a Copa de 2010. Por enquanto, nenhuma irregularidade nas partidas já realizadas.

A importância de evitar manipulação fica evidente quando é analizada a quantidade de esquemas já encontrados. Além de casos no Brasil e Itália, descobriu-se também no futebol alemão (cadeia para o juiz Robert Hoyzer), República Tcheca (punições de até sete anos para atletas) e Espanha, onde suspeitas recaíram sobre Real Madri e Sevilla por conta de sites de apostas. Alias, o Milan, campeão mundial pela Fifa, tem em sua camisa o patrocínio do site Bwin, que faz exatamente apostas esportivas.

Existe ainda uma informação dada pelo jornal  Der Spiegel, de que 26 partidas de campeonatos europeus estariam sendo investigadas, inclusive da Copa dos Campeões, como o sonoro 8 a 0 do Liverpool sobre o Besekitas.

Portanto a Fifa, assim como as federações de diversos esportes e até mesmo o Comite Olímpico Internacional (COI), esperam blindar suas categorias de práticas manipuladoras tais como corrupção e doping. O esporte agradece e assim talvez 2008 seja um ano muito melhor e mais limpo.


About this entry