Palmeiras 2008

Já faz mais de meia década que a torcida palmeirense sofre. O último título do clube na principal divisão do futebol nacional foi a Copa dos Campeões, em 2000, torneio em que participou devido à conquista da Copa Libertadores de  1999. Desde então a sensação que fica é a de que a torcida alviverde não se acostumou a ver seu time tão “apequenado”, especialmente após o rebaixamento para a Série B do Brasileirão, em 2002. Fracassos e mais fracassos frustam os torcedores. Nos últimos anos muitos boatos têm surgido e a diretoria só promete. Pelo jeito, as promessa serão cumpridas em 2008.

Em 2007, sob o comando de Caio Júnior, a equipe cresceu muito e fez um campeonato acima do esperado, mesmo sem a conquista da vaga para a Libertadores. A saída do técnico é tida por alguns como um erro. Como disse Celso Unzelte no programa É Rapidinho, da ESPN: “Em 2008 o Palmeiras plantou. É  hora de colher e a pessoa certa seria Caio Júnior”.

Com a saída do treinador o Verdão deverá mesmo acertar com Vanderlei Luxemburgo, ex-Santos. Por um momento o nome parecia ser Dorival Júnior, o que, para muitos, seria “trocar seis por meia dúzia”. Apesar da saída conturbada em sua última passagem pelo Palmeiras, trocando-o pelo Cruzeiro em 2002, Luxemburgo traz esperanças: o técnico ganhou, entre outros títulos, dois Campeonatos Brasileiros pelo Palmeiras, 1993 e 1994. Era a “Era Parmalat”. Em 1996, novamente no clube, foi Campeão Paulista, com um ataque de 100 gols. A vinda de Luxemburgo seria bancada por investidores.

Além de apresentar um técnico de peso, o Palestra Itália deverá receber muitos reforços, impulsionados pela parceria com a empresa de marketing Traffic. Enganan-se aqueles que vêem uma “nova MSI”. A parceria não prevê recursos admistrativos, apenas na contratação de atletas. O Palmeiras pede, a Traffic investe e lucra na venda desses atletas depois. Os investimentos devem ser de cerca de R$40 milhões, muito embora por enquanto só Alex Mineiro tenha sido confirmado.

Outra grande mudança deverá ocorrer no Jardim Suspenso. O Estádio Palestra Itália deverá dar lugar a Arena Multi-Uso do Palmeiras, com capacidade para 40 mil pessoas nos jogos e 60 mil em eventos. Coberta e com teto retrátil, a arena terá investimentos da construtora WTorre e projeto espelhado na arena do Ajax. O “Presente para o palmeirense”, como disse a diretoria, deverá ter obras iniciadas em 2008 e concluídas em 2010.

Portanto a torcida que tem andado desacreditada começa a botar fé em um bom desempenho do Palmeiras em 2008, com técnico de primeira, contratações e um novo estádio, tudo fruto de uma mudança de pensamento da diretoria, que deverá investir mais, também, nas categorias de base. Resta esperar para ver se, no ano em que o arqui-rival Corinthians jogará a Série B, o Verdão vai sair ou não da fila, conquistando algum título.


About this entry