Kajuru estréia site.

Há tempos que queria escrever sobre Jorge Kajuru. Não sobre sua figura bem humorada, nem sobre seu carisma e tão pouco sobre sua habilidade em ser processado (como no caso em que comparou a inteligência da apresentadora Luciana Gimenez com a da mesa do programa ao vivo em que ele dava entrevista); mas sim porque tive a oportunidade de ler o chamado “Dossiê K”; linkado a seguir:
Dossiê K em PDF.

As chamadas do livro são “A verdade sobre as perseguições implacáveis sofridas pela Rádio K em cinco anos”, e “ Uma História de corrupção e truculência – Venda Proibida/Distribuição Gratuita.”.

Para quem não sabe, Jorge Kajuru mantinha a Rádio K no Estado de Goiás com muitos patrocinadores e fazia um jornalismo investigativo, com denúncias ao governo Marconi Perillo. Durante cinco anos a rádio foi fechada várias vezes (inclusive uma vez por 30 dias), perdeu patrocinadores, chegou à beira da falência e foi até objeto de desejo do governo, que tentou comprá-la para calar a voz das denúncias.

O Dossiê revolta qualquer pessoa que é a favor da liberdade de imprensa e contra as práticas do coronialismo. Em algumas passagens, as Revistas Veja e Istoé são citadas, vale a pena conferir.

Falando do Jornalista Esportivo Jorge Kajuru :  seu site traz um vídeo que estava esquecido. É o Globo Repórter vinculado em 2001 que trouxe denúncias de corrupção da CBF. Os vídeos do Youtube seguem abaixo, mas não deixem de conferir o site do “gordo, feio, mas muito feliz”.


About this entry