Timão respira. Não fosse o Goiás…

Por Danilo Vital

Agora resta uma rodada para a verdade. Corinthians e Goiás lutam contra rebaixamento, já que o Náutico, mesmo sendo derrotado pelo Figueirense por 2 a 0, está fora de perigo, devido vitória do Atlético Mineiro sobre o time goiano. 

Deus, como é ruim esse Goiás! E tudo isso para a alegria da massa corintiana. Acho que dá pra dizer que o Corinthians não cai porque Paraná e Goiás jogam o Brasileirão também. Ou será que algum torcedor da Fiel tem a coragem de dizer que é plausível um time conquistar 2 pontos em 4 jogos decisivos e se livrar da zona da degola? Foram empates com Atlético e Goiás (Ah, se não fosse o Felipe) e derrota para Flamengo e Vasco.

O futebol é assim. E agora a equipe alvi-negra depende só de si própria para escapar, mesmo que o duelo seja bastante difícil. Mas vamos analisar: o Corinthians joga contra um Grêmio irregular, mas que PRECISA DA VITÓRIA para alcançar a vaga para a Libertadores. Por outro lado, o time gaúcho tem problemas, como a confirmação da saída de Mano Menezes no fim do ano, algo que deve conturbar o ambiente no Olímpico.

Na outra partida, o Goiás joga em casa. Mas contra o Inter, mesma equipe que derrotou com firmeza o 4° colocado Palmeiras na última rodada, por 2 a 1. E os goianos precisam vencer para não cair junto com América/RN, Juventude e Paraná. Aliás, o que seria do Paraná sem o matador e artilheiro do campeonato, Josiel? Difícil imaginar.

Para o bem do futebol da Série A, das emissoras que transmitem e debatem o futebol e dos torcedores em geral, o Timão deverá se safar. Isso porque o esquema tático, criticado pela mídia, não me parece tão fraco. O time se portou de maneira ofensiva na partida contra o Vasco, ainda que sem nenhum destaque. Porém, haverá ainda a ausência de Finazzi e Dentinho.

Quem sabe o time consiga vencer jogando com Héverton e Wilson, e mantendo o jovem Everton na equipe, apoiados por Carlos Alberto e Moradei (de volta), com Lulinha na frente. Ainda não é tudo ou nada para o Corinthians, porque se o Goiás perder o time se salva, mas ainda sim acredito que o técnico Nelsinho Baptista deva arriscar mais. E a torcida corintiana que se segure.

P.S. – Não assisti a partida Atlético Mineiro x Goiás, mas um dos destaques foi Danilinho, que marcou o 2° gol e deu assistência para o 3° tento. Caio Júnior já classificou o meia como “habilidoso” e “chato de marcar”. O Palmeiras deve ter cuidado se quiser se garantir. O Verdão joga sem Pierre, seu melhor marcador.


About this entry