Análise do futebol carioca

Por Marcelo Braga

O Rio de Janeiro tem muitas praias. Copacabana, Leme, Ipanema, Aproador, Leblon, Vidigal, Barra da Tijuca, etc,etc,etc.

Em 2003, no primeiro Campeonato Brasileiro de pontos corridos do país, o Flamengo ficou em 8º, o Vasco em 17º e o Fluminense em 19º. Vale lembrar que o Fogão naquele ano disputava a série B da competição.

Em 2004, o Fluminense ficou em 9º, o Vasco em 16º, o Mengo em 17º e o Botafogo em 20º, a uma posição da zona da degola.

Em 2005, o campeonato teve uma redução de dois participantes, passando então a ter 22 times competidores. O Fluminense ficou em 5º, o Fogão em 9º, o Vasco em 12º e o rubro-negro em 15º.

No ano passado, o campeonato contou com 20 clubes, e o Vasco ficou em 6º, o Flamengo em 11º, o Botafogo em 12º e o Fluzão em 15º.

Ou seja, os times cariocas ainda não conseguiram ficar entre as quatro melhores posições do campeonato.

O ano de 2007 começou diferente. Isto por que o Botafogo e o Flamengo começaram com boas campanhas. Após decidirem o carioca, campeonato que sagrou o Mengo campeão, os times seguiram seus caminhos. O Fogão foi eliminado nas semi-finais pelo Figueirense, enquanto o Fluminense se sagrou campeão sobre o mesmo adversário. O rubro-negro disputou a Libertadores, mas caiu nas oitavas-de-final contra o Defensor, do Uruguai.

No Brasileirão, o Botafogo liderou o campeonato da 4º rodada até a 17º, quando o São Paulo assumiu e nunca mais saiu. Após os conhecidos problemas internos (doping de Dodô, problemas com Zé Roberto) o Fogão foi despencando na tabela e hoje se encontra na 11º colocação, sem marcar pontos a seis rodadas.

O Vasco, durante todo o campeonato, ficou na cola do G4. Por muitas rodadas, aliás, focou no grupo classificatório, mas os últimos resultados não foram bons, e o time agora está a oito pontos da zona desejada (com um jogo a menos). Ainda existe a possibilidade de Leandro Amaral e companhia disputarem a Libertadores em 2008, basta retomarem a regularidade nesta reta final.

O Flamengo nunca esteve entre as apostas dos especialistas. Isto por que com os muitos jogos atrasados para disputar, as pessoas tinham muitas incertezas sobre o Mengão. Na verdade, a alguma rodadas o time vem em uma crescente no quesito colocação: 17º; 13º, 14º, 12º, 10º, 13º, 9º. Ainda com um jogo a menos, o time não decidiu se irá para a Libertadores, se será rebaixado ou se ficará ali na região morta da tabela.

O Fluminense nunca quis nada neste campeonato. Com a vaga na Libertadores garantida, por nenhuma rodada ficou no G4. Há algumas rodadas está na 6º colocação, e parece que por lá ficará, para não atrapalhar as decisões das vagas da Copa Toyota.

Para os próximos anos, o futebol do Rio pode evoluir. O Botafogo conseguiu relativos bons resultados neste ano. Nenhum título. Mas o São Paulo em 2002 teve um bom desempenho no campeonato e acabou não levando nada também (apenas um Super Campeonato Paulista, invenção da FPF). Acho que estes tão almejados resultados só aparecem em longo prazo, e confio no presidente Bebeto de Freitas.

Quanto ao Fluminense, alguns bons valores. O zagueiro Thiago Silva (aliás, como a nova geração de zagueiros brasileiros está boa, não?), e o meia Thiago Neves, que enfim renovou o contrato.

O ano de 2008 pode ser muito melhor para os times cariocas. Basta um planejamento com a força da paciência, que aguarda os resultados e arruma os problemas. Ah sim, sem esquecer de uma bóia: para não morrer nas praias citadas no começo do texto, novamente.

 


About this entry